Mais de 80 casas populares serão construídas em Monte Alegre de Minas

0
193

Em menos de um mês à frente da Prefeitura Municipal de Monte Alegre de Minas, o chefe do Executivo Último Bitencourt, conseguiu um feito que realizará o sonho de dezenas de famílias, o sonho da casa própria. Ele assinou na segunda-feira, 23, um convênio na Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais – COHAB MINAS, em Belo Horizonte, para a construção de 86 casas populares. A audiência ainda contou com a presença do presidente da COHAB, Alessandro Marques; do articulador, Joedis Marques; e dos prefeitos de Ipiaçu, Léo da Rádio e o de Monte Carmelo, Saulo Cardoso.
O prefeito disse em entrevista ao Jornal do Pontal que a construção das residências é uma parceria firmada com a Caixa Econômica Federal – CEF, que foi iniciada na gestão do ex-prefeito do município, Rodrigo Alvim.

Para Último trata-se da realização do sonho da casa própria para essas famílias, tendo um significado especial para ele enquanto prefeito. “Nós sabemos o quanto é importante a construção dessas casas. Por isso estamos felizes em contribuir para proporcionar conforto e bem estar para essas famílias”, disse.

Ele explica que atualmente o projeto está em fase de licitação e que provavelmente no início do próximo mês a obra será iniciada. “Espero que até o final deste ano as residências estejam prontas para abrigar as 86 famílias”, enfatizou.
Último disse que as casas serão construídas nos bairros Paloma, São Francisco, Santo Antônio e algumas unidades no Bairro Flamengo. Ele conta que durante a audiência foi explanado sobre os valores que os moradores poderão pagar mensalmente, que será pouco mais de R$300, entretanto, o prefeito ressalta que essa quantia é decrescente, ou seja, com o decorrer do contrato o valor diminuirá, podendo chegar até R$170 mensais. “Sempre enfatizei a questão da habitação. Agora pretendo adquirir mais terrenos para que construamos cerca de mil moradias até o fim do mandato, já que, aproximadamente 500 famílias já foram contempladas anteriormente e aproximadamente 500 estão cadastradas esperando receber suas residências. Trabalharei para conseguir mais casas nos próximos quatro anos, para que o déficit habitacional em Monte Alegre diminua cada vez mais”, reforçou.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here