Mario Quintana e sua filosofia de vida

0

O famoso escritor gaucho Mario Quintana, poeta e jornalista sempre gostou de abordar temas de forma muito simples, como a “Vida” em si, e suas peculiaridades… Tudo claro e objetivo, com conotações expressivas e verdadeiras… Porém motivo para reflexões:                                                                                        .    “Depois de muitas quedas, eu descobri que às vezes quando tudo dá errado, acontecem    .  coisas tão maravilhosas, que jamais teriam acontecido se tivessem dado certo…                                         Pude relaxar… Pude perceber que o sofrimento emocional é o sinal de que estou contra a ,     minha verdade. Parei de pensar que tudo fosse diferente. Desisti de querer sempre ter      razão, por isso errei menos. Desisti de ficar revivendo o passado e me preocupar com o        futuro, e isso me mantém no presente. A gente tem de se jogar porque os tombos são inevitáveis. Também percebi que sem amor, sem carinho e sem verdadeiros amigos a vida é vazia e se torna amarga. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, crises e incompreensões. Agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida…”                                  

  Acreditamos que Quintana talvez tenha razão, em virtude de tantos fatos e acontecimentos, relacionados com o que afirma. Fatores notórios e muito comuns são confirmados. O contato com pessoas que já viveram situações de acordo com o enunciado mostram que às vezes o que deu errado seria o certo absoluto. O que julgamos com muita convicção ser o certo, de imediato mostra o contrário… Em se tratando de relacionamentos amorosos, familiares, e principalmente quando envolve altos negócios, grandes amigos, excelentes produtos negociáveis, há de se ter prudência. Se não houver credibilidade, confiança, honestidade, retidão de caráter às vezes alguém se surpreende, até no bom sentido. O problema mais sério é o famoso arrependimento, que segundo ele, o que resulta poderá ser melhor ou pior…      Por quê fiz ?!  ou ainda bem que não fiz…!                                                                                                                        Quantos gatos por lebres… Ou quantas lebres por gatos…!                                                                                                                                                                            A vida realmente é cheia de mistérios. A perda de uma passagem por questão de atraso, a troca de lugares, ou falta de autorização, a palavra sim trocada pela palavra não… Mudam acontecimentos para positivos ou negativos, depende da ajuda do Criador, que aponta sempre o melhor caminho… Os felizardos estão sempre atentos…                                                                                                                                   Uma jovem que cursava odontologia teve de trancar a matrícula por problemas sérios. Um transtorno… Volta no ano seguinte; senta-e ao lado de um novo colega que procura ajudá-la ao máximo, em virtude de seu afastamento. Nesse ano comemoram 25 anos de casados… Segundo a informante, faria tudo de novo. O ano que trancou sua matrícula valeu não só o curso, mas também a vida que desfrutam ao lado de seus dois filhos. Por essas e outras razões não devemos “chorar o leite derramado”… Muitos acreditam em coincidência, outros duvidam… Os fatos confirmam, basta que se creia…

“Quem pretende apenas a Glória não a merece“                                                                                                                             “A Amizade é uma espécie de amor que nunca morre”     (Quintana)

                                                              Adelaide Pajuaba Nehme- ALAMI                                          

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY