Onda de crimes assusta moradores do Bairro Universitário em Ituiutaba

0
174
Foto: Jânio Cláudio/Jornal do Pontal

Moradores do Universitário em Ituiutaba estão assustados com a onda de crimes que tem atingido o bairro. Nos últimos dias crimes como, furtos, assaltos e até mesmo um estupro, foram registrados nas proximidades das universidades. Os moradores são em sua maioria estudantes que residem em repúblicas ou apartamentos no entorno.

Várias pessoas relataram nas redes sociais os problemas com a segurança no bairro, que tem várias ruas com pouca iluminação. Outro problema apontado por uma moradora foi a falta de patrulhamento. “Aqui é muito escuro, não passa uma viatura sequer, é difícil vê-los fazendo ronda aqui. Fui assaltada duas casas acima da minha, o assaltante estava com uma faca, e hoje tenho mais cuidado”, relatou a moradora em uma rede social.

Para comentar sobre o assunto a equipe do Jornal do Pontal procurou o 54º Batalhão da Polícia Militar em Ituiutaba. A responsável pelo setor de comunicação da PM, tenente Hévila, afirmou que houve na verdade uma redução dos crimes no bairro. De acordo com levantamento apresentado pela PM, no período de janeiro a julho de 2016, foram registrados 1 homicídio, 5 roubos consumados e 51 furtos. No mesmo período no ano de 2017, foram registrados 4 roubos consumados, 33 furtos e nenhum homicídio.

Esta semana o projeto de policiamento preventivo “Base Comunitária Móvel” prestou serviço no Bairro Universitário. O projeto leva patrulhamento, sobretudo em locais com maior concentração de pessoas, como universidades, escolas, hospitais, praças e grandes eventos.

A comandante da Base Comunitária Móvel, sargento Rosimar Mendes Ferreira, disse que o projeto objetiva tirar a polícia dos quarteis e levá-los a uma distancia maior, ampliando o atendimento da PM para com as diversas populações da cidade, se prestando a fazer um trabalho preventivo, antecipando as intenções criminosas.

“Fazemos atendimento em locais públicos de maneira que todos possam ter os serviços de registros de ocorrências, denúncias e informações sobre tudo o que acontece na região, estando presente nos locais onde os vulneráveis se encontram, protegendo alunos, pessoas idosas, trabalhadores e em outras situações em que o policiamento deva ser expandido e extensivo cada vez mais”, comenta.

Na Base Comunitária Móvel são realizados Boletins de Ocorrências, distribuição de material informativo sobre o trabalho da PM. Além disso, a presença dos militares procura coibir crimes como furtos, roubos, assédio e tráfico de drogas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here