Situação da Escola Risoleta Neves será revista

0
54
Foto: Jânio Cláudio/Jornal do Pontal

Uma boa notícia com relação ao fechamento de um turno da Escola Estadual de Educação Especial Risoleta Neves, em Ituiutaba, foi dada recentemente à comunidade.
De acordo com a diretora da instituição, Katiuce Cristine Araújo Ribeiro, houve uma audiência pública com a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, Augusta Neves, em Belo Horizonte, foi assegurado que as escolas de educação especial não serão fechadas e haverá um replanejamento e uma reorientação das atividades destas instituições. Ainda segundo a diretora, foi proposta uma comissão para estudar as legislações e rever as politicas de inclusão do estado.
“Saímos da reunião em Belo Horizonte com a certeza que as escolas de educação especial do estado não serão fechadas, e a união e a presença de muitos representantes de diversas escolas nesta assembleia foram fundamentais, para que o governo repensasse esse processo de inclusão”, afirmou a diretora.
Katiuce afirmou ainda que os pais que tiverem interesse de colocar seus filhos para estudarem na escola, podem procurar a instituição para realizarem o cadastro dos alunos.
“Nós ainda estamos num processo de análise junto a Belo Horizonte, e precisamos fazer um levantamento das possíveis matrículas que a comunidade deseja fazer em nossa escola. Então, nós estamos fazendo um chamamento para aquelas pessoas que tenham seus filhos com necessidades especiais em qualquer nível de escolarização, para que procurem nossa escola até no máximo na próxima segunda-feira de manhã, para que estejamos com esses dados em mãos, e a partir deste levantamento de demanda, nós poderemos dialogar com BH a possível abertura de novas turmas e oficinas a serem oferecidas à comunidade. Vale lembrar que esse procedimento não é uma matrícula, mas sim um cadastramento, para que possamos ter uma noção de que demanda poderemos trabalhar no ano que vem”, ressaltou a diretora.
A diretora da escola Risoleta agradeceu ainda o apoio da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), representada pelos deputados Elismar Prado, Duarte Bechir e Marilia Campos, foi fundamental para reverter a situação dessas escolas junto ao governo de Minas.
“Agradeço o empenho da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e aos deputados Elismar Prado, Duarte Bechir e Marilia Campos, que juntamente com a Superintendente de Ensino de Ituiutaba, Maria José da Silva Paula, entenderam nossa situação e juntos buscaram uma solução para esse impasse”, finalizou a diretora.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here