Audiência de instrução e julgamento do caso Simone Marca será realizada hoje

0
284
Marcos Ferreira concedeu entrevista após se apresentar

Quase três meses após o assassinato de Simone Marca, será realizada nesta quinta-feira, 2, às 13h30, no Fórum de Ituiutaba, a audiência de instrução e julgamento onde serão ouvidas as testemunhas do fato, abertura de espaço para debates, alegações finais e, posteriormente, o juiz do caso deve prolatar uma sentença com a decisão sobre a ida ou não do réu a júri popular. Essa audiência não é aberta ao público.

O advogado do réu, Aziz Mussa Neto, concedeu entrevista por telefone ao Jornal do Pontal e explicou que para esse primeiro procedimento não é realizado nenhum tipo de preparação, por se tratar do cumprimento de uma formalidade legal. “É certo de que esse processo só se resolverá no Tribunal do Júri. De antemão, posso afirmar que não haverá recurso à sentença de pronúncia, até porque o interesse é de que o julgamento pelo tribunal ocorra o mais breve possível, para que possamos expor no plenário do Júri todos os fatos e nuances que norteiam o caso. São vários detalhes que, provavelmente, apresentaremos somente diante ao Tribunal do Júri”, contou.

Aziz acrescentou que o réu, Marcos Ferreira, não se trata de uma pessoa vista como um criminoso contumaz (pessoa persistente). “Ele é um homicida passional, por isso, a defesa buscará fazer com que ele seja julgado e condenado como tal, pelo crime que cometeu, e que receba a pena justa e proporcional que a lei prevê”, disse.

O advogado finalizou a entrevista afirmando que não há muitas questões a serem discutidas sobre o fato em si, porém, o mesmo ressaltou que discutirá sobre a situação do estado emocional de seu cliente à época do crime.

Deverão estar presentes no ato judicial as partes, sendo os advogados de defesa e acusação; o representante do Ministério Público e o juiz de Direito.

Relembre o caso – Durante a noite de sexta-feira, 7 de outubro, o diretor de um jornal de Ituiutaba, Marcos Ferreira, de 43 anos, assassinou a jovem, Simone Marca, de 30 anos, durante a celebração de uma missa na Catedral de São José. A moça estava na companhia de seu namorado. Marcos teria tido um caso extraconjugal com a vítima.

O autor que não aceitava o fim do relacionamento, entrou na igreja e desferiu seis facadas contra Simone Marca, que chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu e morreu a caminho do hospital.

O autor, que fugiu em um carro de passeio estacionado em frente à igreja, confessou o crime em um áudio gravado no celular e enviado a amigos pelo WhatsApp.

A Polícia Militar de Goiás localizou o jornalista homiziado em uma residência em Rio Verde – GO, cidade goiana a 254 quilômetros de Ituiutaba, por volta das 13h50 de sábado, 8 de outubro, um dia após o crime. Ele foi preso e não reagiu a prisão.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here